quarta-feira, 10 de julho de 2013

Costela de Wagyu

Segundo Post do Dia no Arrrrr!! ;D

Vou falar hoje sobre um tipo de Carne “diferente”, alguns já devem conhecer, mas muita gente ainda não, então vou dar a dica.
Esses dias atrás fui a um Churrasco e comi uma Costela de Wagyu, já tinha comido Picanha e Maminha mas nunca tinha tirado foto já que o Blog é novidade na minha vida, então na primeira oportunidade que tive tirei.
A carne de Wagyu tem um valor mais alto que as carnes normais, depende da peça e do lugar que você compra, mas é muito saborosa. Compramos na Casa de Carne Boi Gordo.

O Wagyu (“wa” de japão, e “gyu” de gado, ou seja, “gado japonês”) é uma raça de gado japonesa. O Wagyu é conhecido no mundo todo e destaca-se na gastronomia internacional como tendo uma carne extremamente macia, suculenta e saborosa. Isso se dá devido uma de suas principais características: O alto nível de marmoreio (gordura intra-muscular).
O Wagyu chegou ao Japão vindo da Peníssula Coreana, e foi introduzido inicialmente para ajudar no cultivo de arroz no século II.  (Fonte – wagyu.org.br)




O gado demorou a cair nas graças dos brasileiros, tanto é que as primeiras importações e criações só começaram por aqui em 1992. E não é fácil, nem barato criar esse bichinho. Para ter uma ideia, o gado nelore, mais comum nos pastos brasileiros, cresce livre e fica cerca de três meses no confinamento, que é o período em que o gado recebe um tratamento especial, antes do abate. Já o Wagyu fica um ano no confinamento.
Os cuidados com esse gado são especiais. A dieta é rica em proteínas, eles tomam cerveja para estimular o apetite e o pasto é silencioso para não estressar os bichinhos. Além disso, os bois são massageados cerca de 10 minutos por dia para ajudar no marmoreio, que é o grande segredo: a gordura que fica entremeada na carne, dando mais sabor e maciez. (Fonte: Mais Você – Globo)

O Wagyu (Também conhecido como “Kobe beef”, devido a fama dos bois originários da cidade de Kobe, no Japão) é também uma das carnes mais valorizadas no mundo. No japão, 1 kilo de carne de Wagyu ultrapassa o preço de R$ 1.000,00.
A excelência se dá devido o intenso trabalho de análise e classificação de carne e carcaça desenvolvido pela “Japan Meat Grading Association”, que ao longo dos anos tem enfatizado o grau de marmoreio, a coloração da carne e da gordura como referência para classificar a carne de maior qualidade.
No Japão a Tipificação de Carcaça e Carne Bovina é realizada pela Japan Meat Grading Association e a última revisão do sistema ocorreu em 1988. Atualmente no Japão mais de 75% da carcaça bovina (985.000 cabeças em 1999) são tipificados.
A carcaça bovina no Japão é cortada entre a 6ª e a 7ª costela e classificada em:
Rendimento da Carcaça: Tipos A, B e C (utilizando-se de uma equação para estimar o rendimento de carcaça) . Qualidade da Carne: Tipos 1, 2, 3, 4 e 5 (baseando-se no Marmoreio – gordura intramuscular -, Cor e Textura da Carne e Cor e Qualidade da Gordura).

Qualidade da Carne – Marmoreio (BMS):
Qualidade da carne
Marmoreio (BMS) n°
Tipo 5 – Excelente
8 a 12
Tipo 4 – Muito bom
5 a 7
Tipo 3 – Bom (média)
3 a 4
Tipo 2 – Regular
2
Tipo 1 – Ruim
1




(Fonte – wagyu.org.br)

Fotos da Costela:

O Humberto, "churrasqueiro" do dia coloca ela em um saco plástico primeiro, pra dar uma cozinhada.

Depois ele remove o Plástico e deixa assar mais um pouco.






Gostaram? É muito gostosa!
Fiz um Vídeo também, está no Instagram! Vai lá ver! 

Beijos,

Déh

0 comentários:

Postar um comentário

Déh:

Déh:

Menu da Déh é:

A idéia de fazer algo relacionado à Culinária é antiga, mas a coragem surgiu agora.
Quero dividir com vocês meus sabores e os sabores que provo e aprovo por aí.
Esse Blog será um "caderninho" de Receitas, algumas minhas e outras repetidas por mim, será também um lugar onde colocarei "Dicas" de Restaurantes, Bares, Padarias, qualquer local que esteja ligado a Comida, que é meu maior Pecado.
Não posso prometer Posts diários, mas me esforçarei para trazer novidades sempre.
Beijos,

@menudadeh

@menudadeh
Siga no Instagram
Tecnologia do Blogger.

Curta a Fan Page do Menu da Déh!

Instagram

Siga o Menu da Déh:

Arquivo do blog

Pesquisar